8 dicas incríveis para cuidar de um cachorro com diabetes

0
512

Os humanos não são os únicos mamíferos que podem ter diabetes. Alguns cães também têm esse problema, o que significa que precisam de cuidado especial e uma nova dieta.

Aqui no Quatro Patas temos uma assim. A Khadija, uma Lhasa Apso de quase 16 anos, foi diagnosticada a alguns meses com essa doença e, de lá para cá, tivemos que tomar alguns cuidados extras com ela: comida, petiscos, exercícios e a aplicação diária de insulina.

A Khadija é um exemplo de que se bem cuidada a diabetes pode passar despercebida, mas muita atenção. A diabetes canina exige atenção redobrada. 

Vamos às dicas!

1) Muito óbvio – VÁ AO VETERINÁRIO

Peça a opinião dele sobre o melhor tipo de ração para seu cão e converse sobre que cuidados você deverá tomar.

  • Pergunte o que seu cão pode, ou deve, comer.
  • Pergunte se seu cão vai precisar de insulina.
  • Peça instruções sobre como aplicar as injeções de insulina de forma segura e correta. Seu veterinário pode demonstrar e pedir que você treine enquanto ele observa.

2) Compre a quantidade de insulina recomendada pelo veterinário

  • Tenha um recipiente para jogar fora as agulhas e procure informações de como deve ser feito o descarte seguro das seringas utilizadas na aplicação

3) Varie o local das injeções de insulina

  • Seu cachorro pode ficar dolorido após várias aplicações no mesmo local.

O veterinário da Khadija nos ensinou para aplicar nas costas, levantando um pouco a pele e aplicando na volta que se forma, isso alivia a dor da picada e deixa o processo mais cômodo para ela. Pergunte ao seu veterinário o que ele recomenda. 

Ah, além de variar o local da aplicação, procure sempre aplicar a insulina no mesmo horário.

4) Não deixe a insulina acabar por completo

Crie o hábito de adquirir outro frasco quando o que estiver em uso atingir um determinado limite. Isso evita que você fique sem.

5) Cuidado com a dieta

  • Compre uma ração apropriada, e sempre que possível faça um teste para verificar a glicemia do seu cãozinho.

 

A Khadija passou a comer a ração O&D (Obesity e Diabetic) da marca Equilíbrio, que tem se mostrado uma ótima opção, tanto pelo custo, quanto pelos benefícios que ela proporciona. 

6) Dê orientações a todos que convivem com o cachorro com diabetes

  • Se tiver que viajar e precisar pedir a alguém para cuidar do seu cão, veja se essa pessoa é confiável, se tem conhecimento sobre cães, e ensine-a a aplicar insulina.

7) Compre petiscos com pouco, ou sem açúcar

  • Seu cachorro vai amar, independente da presença de açúcar.

8) Alimente seu cachorro com uma quantidade média de açúcar por refeição que não ultrapasse 5 gramas

Anote e mantenha um registro, se precisar. Essa informação você encontra na embalagem da ração que dá a ele.

Dicas Bônus

  • Dê bastante atenção ao seu cachorro. Com certeza ele vai perceber, e isso ajudará a compensar as mudanças na dieta e dor das aplicações de insulina.
  • Se os níveis de açúcar do seu cão estiverem baixos, petiscos de canela são uma boa forma de aumentar o açúcar no sangue.
  • Tente dar as injeções enquanto ele estiver comendo; isso ajuda a distrai-lo.
  • Alguns veterinários oferecem rações especiais em seus consultórios. Essas rações funcionam muito bem, pois são especialmente desenvolvidas para cachorros com dietas especiais. Caso não consiga uma dessas rações, peça que seu veterinário analise aquela comprada no pet shop para ver se é apropriada para seu cão.